No acumulado do ano, aumento no nível de emprego foi de 9,7%. Setor tem 2,695 milhões de trabalhadores com carteira assinada

O nível de emprego na construção civil brasileira aumentou 9,7% no acumulado do ano até maio, com a contratação de 238.417 trabalhadores formais no período, de acordo com a pesquisa mensal do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) e da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Conforme o levantamento, o resultado representa novo recorde de 2,695 milhões de trabalhadores com carteira assinada empregados na construção brasileira, alcançando mais uma vez o maior patamar da série histórica.

Em maio, o nível de emprego aumentou 1,7% em relação a abril. O montante equivale à contratação de 45.031 trabalhadores com carteira assinada. Em 12 meses, o nível de emprego no setor cresceu 16,27%, o equivalente a mais 377.064 trabalhadores empregados.

No Estado de São Paulo, o nível de emprego na construção aumentou 0,53% em maio, com a criação de 3.869 vagas. Com isso, o número de trabalhadores passou a 734.533 - outro recorde na série histórica. No acumulado do ano e em 12 meses, no Estado o setor registrou altas de 7,55% e 12,99%, respectivamente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.