Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Emprego industrial tem em dezembro maior queda da série

SÃO PAULO (Reuters) - O emprego na indústria brasileira teve em dezembro a maior queda desde que o dado começou a ser contabilizado, em 2001, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta segunda-feira. O recuo foi de 1,8 por cento frente a novembro. Trata-se do terceiro resultado negativo seguido, período em que o emprego industrial acumulou perda de 2,5 por cento.

Reuters |

Na comparação com igual período de 2007, "o indicador registrou a primeira taxa negativa, de 1,1 por cento, após 29 meses consecutivos de expansão".

Nesse caso, houve redução do emprego em 11 dos 14 locais pesquisados, com destaque para São Paulo, Santa Catarina, Paraná e região Nordeste.

"Vale destacar que São Paulo, que responde por aproximadamente 35 por cento do emprego industrial, não mostrava queda nesse indicador desde abril de 2004", destacou o IBGE em nota.

Os setores que mais pesaram foram Vestuário, Madeira, Calçados e artigos de couro.

Em 2008 como um todo, o emprego industrial cresceu 2,1 por cento --praticamente repetindo o resultado de 2007, quando houve crescimento de 2,2 por cento.

A folha de pagamento real recuou 0,7 por cento em dezembro ante novembro. Frente ao mesmo período de 2007, a folha aumentou 4,1 por cento e em 2008 houve expansão de 6,0 por cento.

O número de horas pagas aos trabalhadores da indústria recuou 1,7 por cento pelo segundo mês consecutivo. Ante o mesmo mês do ano anterior, as horas pagas caíram 1,8 por cento.

Em 2008, esse indicador aumentou 1,9 por cento, também em linha com o resultado de 2007.

(Por Daniela Machado; Edição de .......)

Leia tudo sobre: emprego industrial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG