Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Emprego industrial sobe 0,5% em junho e 2,7% no 1º semestre, diz IBGE

RIO - O emprego industrial aumentou 0,5% em junho em relação a um mês antes e encerrou o primeiro semestre com elevação de 2,7%. Perante junho de 2007, a alta foi de 2,5%. Em 12 meses, o índice avançou 2,8%.

Valor Online |

Na comparação com o mês imediatamente anterior, na série com ajuste sazonal, a taxa de 0,5% compensou o recuo acumulado de 0,4% nos dois meses anteriores, destacou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em nota. No acumulado no ano o índice ficou em 2,7%, melhor resultado para o fechamento do primeiro semestre de toda a série histórica, completou.

No confronto com junho de 2007, a expansão no contingente de pessoal atingiu dez dos 14 locais investigados pelo organismo, sobressaindo São Paulo, onde o emprego na indústria subiu 3,6%, com contribuição do setor de máquinas, aparelhos eletroeletrônicos e de comunicações, produtos químicos, meios de transporte e máquinas e equipamentos.

Minas Gerais e região Norte e Centro-Oeste também foram mencionadas pelo IBGE, com elevação de 5,3% e 4,1% no contingente de trabalhadores na indústria perante junho do ano passado.

Considerando o total do país, 12 dos 18 segmentos pesquisados aumentaram o quadro de pessoal ocupado, como máquinas e equipamentos (10,3%), meios de transporte (9,9%), máquinas, aparelhos eletroeletrônicos e de comunicações (12,4%) e alimentos e bebidas (3,1%). Em contrapartida, foram registrados enxugamentos em calçados e artigos de couro, vestuário e têxtil, de 9,4%, 6,3% e 6,1%, respectivamente.

Entre janeiro e junho, 11 áreas e 11 ramos contribuíram para a ampliação no pessoal ocupado. São Paulo novamente se destacou, com 4,1% de crescimento, acompanhado por Minas Gerais (3,7%) e região Norte e Centro-Oeste (3,5%). Em termos setoriais, houve elevação de dois dígitos em máquinas e equipamentos (12,6%), meios de transporte (10,8%) e máquinas, aparelhos eletroeletrônicos e de comunicações (12,9%).

O IBGE mostrou ainda que o valor da folha de pagamento real dos trabalhadores da indústria subiu 0,2% em junho em relação ao mês anterior e 6,7% perante um ano atrás. No primeiro semestre, houve acréscimo de 6,5%. O indicador acumulado nos últimos 12 meses mostrou ligeira aceleração no ritmo de crescimento em junho (6,3%), após ter registrado 6,1% em maio e 5,9% em abril, observou o IBGE.

Quanto ao número de horas pagas aos trabalhadores, houve alta de 0,7% ante maio, quando foi registrada queda da mesma ordem. Frente a junho de 2007, foi apurada expansão de 2,6%. Nos seis primeiros meses deste exercício, o índice acumulou 2,7% de incremento.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG