Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Emprego formal tem crescimento recorde de 7% no país em 2007

BRASÍLIA - O Brasil apresentou, em 2007, um crescimento recorde de 6,98% no número de empregados com vínculo formal no país.

Agência Brasil |

Pela primeira vez, desde 1985, houve um aumento anual no número de postos de trabalho superior a dois milhões, totalizando 37,6 milhões de empregos formais.

Os dados fazem parte da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), referente ao ano de 2007 e foram divulgados nesta quinta-feira pelo ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi.

A RAIS é um registro anual do dado real que mostra um crescimento em todas as regiões do país, é uma radiografia do Brasil que está dando certo, destaca Lupi.

Do total de 2,452 milhões de empregos formais criados, 2,074 milhões foram com carteira assinada. O número representa um crescimento de 7,49% em relação aos postos de trabalho existentes em 2006 e também é recorde de geração de empregos da RAIS, desde sua criação em 1985, para esse tipo de contratação. Os estatutários corresponderam a 378, 3 mil dos novos empregos formais criados.

Todos os setores da economia tiveram expansão no emprego, mas a construção civil foi a atividade que apresentou o maior crescimento, com aumento em 16,11% no número de postos de trabalho, o que significa 224, 5 mil empregados a mais do que em 2006. O setor de serviços foi o que mais empregou no país, somando 705,9 mil trabalhadores contratados.

Outro dado positivo divulgado foi é que o brasileiro passou a ganhar mais. Houve um aumento de 0,68% no rendimento médio real dos trabalhadores formais. O Distrito Federal, apesar de apresentar um crescimento negativo, ainda tem o melhor salário do país, em média R$ 2.879,34.

Leia mais sobre emprego

Leia tudo sobre: emprego

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG