Para Raphael Mattos, que fundou a PremiaPão aos 26 anos, dificuldades do dia a dia estimulam as pessoas a pensarem em criar seu próprio negócio

Brasil Econômico

Uma das dicas para quem deseja empreender antes de completar 30 anos é aperfeiçoar produtos e serviços já existentes
shutterstock
Uma das dicas para quem deseja empreender antes de completar 30 anos é aperfeiçoar produtos e serviços já existentes

O interesse por empreender no Brasil vem, principalmente, dos jovens. De acordo com um estudo realidado pela Confederação Nacional de Jovens Empresários (Conaje), o empreendedor médio é do sexo masculino, tem entre 26 e 30 anos, faturamento anual de R$ 60 mil a R$ 360 mil e busca investir em um novo segmento de negócio.

Leia também: Como ex-empacotador transformou pequeno terreno em negócio de R$ 400 mi

É o caso da Raphael Mattos, que em 2015, abandonou seu emprego em uma multinacional para montar a PremiaPão, uma rede de franquias que comercializa espaços publicitários em sacos de pão. A decisão de empreender veio aos 26 anos, logo após sua esposa ficar grávida. Hoje, a empresa conta com mais de 250 unidades pelo país e, além de comandar o negócio, Raphael realiza palestras sobre empreendedorismo.

Leia também: Vai abrir uma loja virtual? Confira cinco perguntas que você deve fazer

"Muitas vezes as dificuldades são os maiores incentivos para começar a pensar em ter o próprio negócio. Criar uma empresa é totalmente possível. Porém, é indicado traçar e seguir um planejamento para que isso se torne realidade", comenta o fundador da PremiaPão, que listou algumas dicas para que pensam em abrir uma empresa antes de completar 30 anos. Confira:

A inovação é o caminho

Quando você ainda está pensando no que fazer, há uma dica simples, mas que funciona. Analise modelos de negócio que já existem, busque uma forma de aperfeiçoá-lo para seu negócio e tenha em mente que é preciso se diferenciar da concorrência. A inovação é um dos grandes trunfos para quem deseja empreender. Aperfeiçoar algo que já existe pode ajudar muito.

Pense nos custos iniciais

No momento de tirar um projeto do papel, é importante pensar nos custos iniciais. Nesta etapa, tome muito cuidado, pois você ainda não saberá se seu produto ou serviço terá uma boa performance de vendas. Pensando nisso, a regra é reduzir os gastos iniciais ao máximo. Tenha uma operação enxuta e, quem sabe, convidar um sócio para dividir os riscos.

Ajuste o negócio conforme os feedbacks

Por melhor que seja seu planejamento, nada como levar as coisas à prática. Sempre que uma ideia é transformada em algo real, ajustas precisarão ser realizados. Com os feedbacks dos primeiros clientes e fornecedores, você deverá refletir para encontrar uma forma de alcançar a máxima qualidade. O ideal é não gastar muito dinheiro com o negócio já no lançamento, pois você não saberá ele, de fato, trará os resultados esperados.

Estabeleça metas

Depois que a prática validar o negócio, é preciso ganhar escala, isto é, você precisará investir capital, equipe e mais tempo para adequar o produto ou serviço às exigências impostas pelo mercado. Por esse motivo, o mais indicado é realizar uma medição diária dos resultados e definir metas. Essas ações permitirão saber se o negócio está colhendo bons resultados ou não.

Leia também: Quer investir pouco e trabalhar em casa? Você precisa conhecer essas franquias

Crescer horizontalmente

Toda empresa atinge um estágio de crescimento vertical. Esse momento acontece quando o negócio dominou o mercado em que atua. Neste momento, a pessoa que opta por empreender pode avaliar o mercado e chegar até mesmo a comprar empresas concorrentes. Com base nisso, é possível criar empresas irmãs e ganhar força para crescer de forma horizontal, como um grupo.

    Leia tudo sobre: Empreendedorismo
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.