Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Emergentes do leste asiático crescerão em média 5,8% em 2009

Manila, 11 dez (EFE) - As economias emergentes dos países do leste asiático crescerão a uma média de 5,8% durante 2009, menos que os 6,9% previstos anteriormente, devido à crise financeira internacional, informou hoje o Banco Asiático de Desenvolvimento (BAD), com sede em Manila. O relatório elaborado pela equipe de Controle Econômico da Ásia, uma unidade do BAD, calculou que o Produto Interior Bruto (PIB) da China crescerá 9,5% este ano e 8,2% em 2009. Brunei registrará uma contração de 0,5% em 2008, e um crescimento de 2,0% em 2009; o Camboja crescerá 6,5% em 2008 e 4,7% em 2009; Coréia do Sul, 4,3% e 3,0%, respectivamente; Filipinas, 4,5% e 3,5%. Já Hong Kong se expandirá 3,3% e 2,1%; Indonésia, 6,1% e 5,0%; Laos, 7,5% e 6,5%; Malásia, 5,0% e 3,5%; Cingapura, 2,3% e 1,2%; Tailândia, 4,0% e 2,0%; Taipé, 2,4% e 1,7%; e Vietnã, 6,3% em 2008 e 5,0% em 2009. Vai ser um ano difícil para os países emergentes da Ásia, mas será administrável se responderem com decisão e coordenação, disse o diretor do Escritório de Integração Econômica Regional do BAD, Jong-hwa Lee, segundo o comunicado de imprensa divulgado. Os perigos estão fortemente ligados ao panorama internacional através das relações comerciais e financeiras. A deterioração da situação financeira pode ter um grande efeito na confiança do consumidor e do investidor na região, acrescentou Lee.

EFE |

As economias asiáticas, atualmente, estão mais bem preparadas do que quando começou a crise financeira asiática, em 1997, mas não devem se descuidar.

Os analistas do BAD recomendaram trabalhar no sistema financeiro de modo que melhore transparência, responsabilidade e resistência, ao mesmo tempo que aumentam a cooperação transnacional. EFE zm/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG