O número de linhas locais da Embratel no quarto trimestre de 2008 chegou a 5,356 milhões, mostrando crescimento de 53,2% em relação ao mesmo período de 2007. Neste indicador está considerada a totalidade dos terminais do mercado corporativo que efetivamente originaram ou receberam chamadas de qualquer tipo e que são passíveis de serem portados.

Segundo a empresa, estão sendo utilizadas diversas soluções de acesso na interligação dos clientes do serviço local à rede da Embratel. Entre as mais utilizadas estão Cabos de Fibra Ótica, Wireless (CDMA), Cabo Coaxial (HFC), Wimax (3,5 Gbps) e ADSL próprio.

A receita com serviço local no trimestre somou R$ 476 milhões, com crescimento de 30,2%, principalmente devido ao aumento do número de clientes corporativos e residenciais (Livre e Net Fone). Comparado com o terceiro trimestre de 2008, a receita local aumentou 6,5% devido ao crescimento no tráfego originado de uma maior base de clientes.

A receita de comunicação de dados no trimestre foi de R$ 690 milhões, um evolução de 21,8%. Sobre o terceiro trimestre, a receita cresceu 11,6%. No ano, a receita de dados subiu 14,7% para R$ 2,491 bilhões.

O tráfego de longa distância nacional totalizou 3,823 bilhões de minutos no trimestre, com crescimento de 6,2%. No acumulado do ano, atingiu 15,549 bilhões de minutos que, comparados com o mesmo período do ano anterior, cresceu 10,1%. Esse crescimento aconteceu principalmente nos serviços do segmento corporativo e chamadas de origem móvel.

A receita de longa distância nacional foi de R$ 1,140 bilhão no trimestre, com evolução de 11,8%. Sobre o trimestre imediatamente anterior houve queda de 2,2%, principalmente nos serviços do segmento corporativo, com menor quantidade de dias úteis no final do ano. No ano, a receita de longa distância nacional somou R$ 4,481 bilhões, com aumento de 9,7%, com destaque para receitas vinculadas às chamadas de origem móvel e ao segmento corporativo, com iniciativas de fidelização destes clientes.

O tráfego de longa distância internacional totalizou 438 milhões de minutos, uma queda de 13,1% no trimestre, devido ao tráfego entrante. Sobre o terceiro trimestre, caiu 6,5% em função de fatores sazonais. No trimestre, a receita de longa distância internacional somou R$ 127 milhões, com alta de 3,3%. Sobre o terceiro trimestre, cresceu 10,3%, com destaque para o impacto do reposicionamento de preços e desvalorização do real frente ao dólar. No ano, essa receita cedeu 4,9%, para R$ 475 milhões.

Os investimentos da Embratel somaram R$ 486 milhões no quarto trimestre de 2008, acumulando R$ 1,803 bilhão no ano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.