SÃO PAULO - A Embraer anunciou ter certificado a Flybe Aviation Services, da companhia aérea britânica Flybe, como centro de serviços autorizados para aviões das famílias ERJ-145 e de E-Jets. O contrato, de cinco anos, vai permitir que o braço de manutenção da empresa aérea ofereça serviço para outros operadores de aviões Embraer na região.

A Flybe já era cliente do programa de peças de reposição da Embraer. Com o novo contrato, se une à rede de serviços da fabricante brasileira não apenas como cliente mas como parceira operacional.

Por meio do contrato, a britânica terá acesso a tecnologias de reparo específicas da brasileira, além de poder se beneficiar do banco de dados da Embraer e ser responsável para resolver problemas de estrutura e de garantia de aeronaves. A Flybe opera no Reino Unido e na Europa com o modelo EMB 195.

"A Flybe Aviation Services fornecerá manutenção qualificada para os jatos comerciais da Embraer. Vemos esta parceria como uma excelente oportunidade para oferecer aos nossos clientes uma rede mais ampla de centros de serviços autorizados", disse o diretor de Suporte e Serviços ao Cliente da Embraer para a Europa, África e Oriente Médio, Leandro Laia. "Ao planejar a ampliação da nossa rede de centros de serviços na região, buscamos profissionais especializados, boa reputação e preços competitivos para oferecer o melhor aos nossos clientes."
Segundo a Embraer, o contrato é importante para levar adiante o plano de expansão de sua rede de manutenção, reparo e revisão de aeronaves no continente europeu.

"É um orgulho para nós o fato de a Embraer ter escolhido e qualificado a Flybe Aviation Services para oferecer serviços de manutenção de linha às suas aeronaves comerciais", comentou o diretor de Engenharia da Flybe Aviation Services, Marshall Barrand. "Estamos satisfeitos em ampliar nossas atividades para os programas de manutenção dos E-Jets, visto que o número de clientes da Embraer na Europa e Oriente Médio tem aumentado", concluiu.

O valor do contrato não foi divulgado.

(José Sergio Osse | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.