Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Emater: seca diminui produtividade da safra de milho no RS em 16,23%

Porto Alegre, 15 - Chuvas bem abaixo da média no mês de dezembro no Rio Grande do Sul fizeram com que a produtividade das lavouras de milho caísse 16,23%. Levantamento realizado pela Emater sobre a situação das culturas na primeira quinzena de janeiro mostra que na região de Santa Rosa, noroeste do Estado, a perda de rendimento é de 50,35%.

Agência Estado |

Com esta quebra, a produtividade média estadual foi revisada para 3.272 quilos por hectare (kg/ha).

Na região de Santa Rosa, o rendimento caiu para 1.571 quilos por hectare. O noroeste gaúcho cultivou 15,5% da área de milho no Estado, de 1,407 milhão de hectares na safra 2008/09, disse o assistente técnico estadual da Emater, Cláudio Dóro. A região é a primeira a cultivar milho no Estado e, por isso, a estiagem pegou a cultura em fases críticas de desenvolvimento.

Além do noroeste gaúcho, o levantamento da Emater mostra perdas significativas também na região de Erechim, no norte, com quebra de 32,72% na produtividade, para 3.464 kg/ha. Houve melhora em algumas previsões. Na regional de Pelotas, ao sul, a produtividade subiu 57% em comparação à estimativa inicial, para 2.830 kg/ha.

Com a redução do rendimento médio, a safra gaúcha será insuficiente para abastecer a demanda estadual, calcula Dóro. A Emater revisou a produção prevista para o Rio Grande do Sul para 4,570 milhões de toneladas, 16,79% a menos que o esperado inicialmente. O Estado precisa de aproximadamente 5,2 milhões de toneladas por ano, especialmente para as indústrias de frangos, suínos e pecuária leiteira. As principais alternativas de abastecimento são Argentina, Paraguai, Centro-Oeste e Paraná.

Clima

Da área cultivada, 13% ainda estão em floração e outros 32% estão em enchimento de grãos, fases sensíveis ao clima. Por isso, as perdas podem aumentar se as chuvas não forem normalizadas nas próximas semanas. "Temos calor e luminosidade, mas falta chuva", constata Dóro. Os produtores gaúchos já colheram 8% da área de milho e outros 14% devem ser retirados nos próximos dias.

O mercado começou a demonstrar a situação apertada de abastecimento. A cotação média nesta semana ao produtor subiu 2,38%, conforme acompanhamento da Emater, para R$ 20,25 por saca de 60 quilos, mas ainda está 23,24% abaixo do preço do ano passado.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG