O prefeito de Campinas e candidato à reeleição, Hélio de Oliveira Santos (PDT), diz ser favorável à decisão do presidente Lula de abrir a concessão do Aeroporto Internacional de Viracopos à iniciativa privada. O valor imobiliário da região aumenta e os investimentos podem acelerar a instalação do trem de alta velocidade (TAV), que vai ligar Campinas, São Paulo e Rio.

"Pode ser a chave da equação da menor tarifa do TAV", afirmou.

Em visita a Campinas em agosto, integrantes do consórcio sul-coreano que irá participar do leilão para instalação do trem de alta velocidade disseram que estudam possibilidade de as obras começarem no Rio e em Campinas.

Para o setor empresarial da cidade, a possibilidade é bem-vista desde que sejam levadas em conta ressalvas como o possível repasse do ônus para as empresas e passageiros. "Isso não pode significar impactos e encargos para todos os que usam Viracopos", afirmou o segundo vice-diretor da unidade do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) em Campinas, José Henrique Toledo Corrêa. "Vamos comparar com as rodovias: são muito boas no Estado de São Paulo, mas são muito caras. Chega quase a ser proibitivo viajar."

As construtoras e bancos, na opinião de Corrêa, serão os mais interessados (e interessantes) no processo de concessão. "São setores que têm condições de investir rapidamente e pesado, para o aeroporto chegar ao volume de passageiros desejado e melhorar a estrutura, estrangulada."

Em agosto, Viracopos bateu o recorde do volume de importações e chegou à marca de 15 mil toneladas de produtos importados no mês. O maior movimento da história havia sido registrado em outubro do ano passado, quando o terminal recebeu 14.095 toneladas de produtos. O aumento, informou o superintendente do aeroporto em Campinas, José Clóvis Moreira, teve forte relação com o câmbio.

O aeroporto fica a 99 quilômetros de São Paulo, 15 quilômetros do centro de Campinas, em um dos mais importantes pólos tecnológicos do país. Segundo informou o superintendente regional da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), Edgard Brandão, atualmente, o aeroporto tem capacidade para receber 4 milhões de passageiros por ano. No ano passado, recebeu 1 milhão de passageiros, 29,2 mil aeronaves e 239,9 mil toneladas de cargas.

Viracopos opera vôos de passageiros para 24 localidades nacionais e cargueiros, para 38 locais, dos quais 23 são internacionais. Até julho deste ano, 653.574 passageiros passaram pelo aeroporto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.