Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Em SP, 48% compram carro zero pela 1ª vez

Mesmo com a alta dos juros e ameaças do governo de frear o financiamento, o número de consumidores que compraram um automóvel pela primeira vez continua crescendo. Muitos deles pertencem à classe C, que vem aproveitando os prazos longos para adquirir bens em parcelas acessíveis.

Agência Estado |

Pesquisa realizada entre junho e o início deste mês em seis grandes feirões de automóveis em São Paulo mostra que 48,3% dos consumidores compraram carro zero pela primeira vez. Igual amostragem feita no fim de 2007 apontava para um índice de 43%. Já o porcentual de clientes que adquiriram o primeiro carro usado passou de 8% no fim do ano passado para 21% este ano. A amostragem da pesquisa feita pela agência de varejo automotivo MSantos ouviu 1.320 consumidores. Em todo o ano passado, uma pesquisa nacional feita pelas montadoras indicava que 246 mil pessoas realizaram o sonho do carro novo, o equivalente a 10,5% das vendas totais de automóveis e comerciais leves no período.

Segundo Ayrton Fontes, economista da MSantos, "a migração das classes mais baixas que entraram para a classe média explica o fato". Segundo ele, a maior parte dos que tiveram acesso ao primeiro carro tem renda mensal entre R$ 1,4 mil e R$ 2 mil e optou por modelos populares para pagamento em até 60 meses (cinco anos). "O que atrai esse entrante no mercado é o plano longo, que permite ao cliente realizar o desejo ou necessidade de ter um automóvel", confirma Dirceu Variz, diretor comercial da Finasa, uma das maiores financeiras do País, pertencente ao Bradesco. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG