BRASÍLIA - Em pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse na noite desta segunda-feira que a crise não assusta o Brasil. Ele reafirmou que o país está preparado para enfrentar as turbulências e vai continuar crescendo no próximo ano.

"Quero dizer, com toda a serenidade, que a crise não nos assusta. O país está preparado e tem comando. Seguiremos acompanhando com lupa a situação da economia, 24 horas por dia. O que tiver que ser feito, será feito. No tempo certo e na dose adequada. E sempre dialogando com o país", disse na mensagem de Natal, que durou oito minutos.

Mais uma vez, Lula falou sobre as medidas tomadas pelo governo para evitar uma recessão no país por conta da crise, como controle da inflação, redução da dívida pública, diversificação dos produtos de exportação, reserva internacional de US$ 201 bilhões, aumento no número de empregos com carteira assinada, redução de impostos para estimular o consumo, reforço no caixa dos bancos estatais e quitação de dívidas com organismos internacionais, entre eles, o Fundo Monetário Internacional (FMI).

"Esses avanços estão permitindo ao Brasil enfrentar com firmeza e serenidade o atual momento", garantiu Lula.

O presidente voltou a responsabilizar os países ricos pelo crise financeira mundial. "Esta crise, que afeta todo o mundo, foi provocada pela falta de controle do sistema financeiro nos países mais ricos. Em vez de cumprirem seu papel na economia, financiando o setor produtivo, os bancos viraram um grande cassino. A jogatina foi longe, mas, um dia, a conta chegou. Bancos quebraram, um grande número de empresas entrou em dificuldades e milhões de trabalhadores perderam suas casas ou seus empregos", disse.

"Aqui no Brasil não tivemos este tipo de crise. Nosso sistema bancário estava e está saudável. Nossa economia, arrumada e organizada vem crescendo a taxas robustas, as maiores dos últimos 30 anos", garantiu Lula em seu pronunciamento à Nação.

(Agência Brasil)

Leia mais sobre: Lula - crise financeira

    Leia tudo sobre: lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.