Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Em pregão mais curto, bolsas se recuperaram ontem nos EUA

SÃO PAULO - O índice Dow Jones fechou em alta ontem, aliviado com dados sobre emprego que não se mostraram tão fracos como se temia. Além disso, um novo recorde do petróleo impulsionou as companhias do setor de energia.

Valor Online |

O índice Standard & Poor´s 500 teve discreta alta na sessão, mais curta por ser véspera de feriado. O Nasdaq caiu após a fabricante de chips Nvidia cortar a perspectiva de resultados, citando a fraqueza do mercado global.

O Dow Jones subiu 0,65%, a 11.288 pontos. O S & P 500 ganhou 0,11%, a 1.262 pontos. O Nasdaq perdeu 0,27%, a 2.245 pontos.

Na semana, o Dow acumulou baixa de 0,5%, o S & P 500 recuou 1,2% e o Nasdaq, 3%. Foi a quinta semana de queda consecutiva do S & P 500 e do Nasdaq, e a terceira de baixa consecutiva do Dow.

Os preços do petróleo superaram US$ 145 por barril na véspera do feriado do Dia da Independência nos EUA. As ações da Exxon Mobil e da Chevron deram impulso para os índices Dow e S & P 500.

O Departamento de Trabalho americano informou que os empregadores cortaram 62 mil vagas em junho, no sexto mês de queda consecutiva. O dado ficou em linha com as expectativas de economistas.

Ações de grandes indústrias como a 3M subiram após o relatório de emprego, reforçando a alta do Dow.

Os mercados europeus terminaram ontem com avanços depois que o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, dissipou as expectativas de um novo aumento na taxa básica de juro da zona do euro.

O BCE definiu uma elevação de 0,25 ponto percentual no custo do dinheiro, para 4,25%, e entrou em uma fase de esperar e ver antes de estipular o rumo futuro da taxa.

Em Londres, o FTSE-100 aumentou 0,93%, aos 5.476,60 pontos. O CAC-40, de Paris, teve acréscimo de 1,11%, somando 4.343,99 pontos. O DAX, de Frankfurt, registrou ganho de 0,77% (6.353,74 pontos).

(Valor Econômico, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG