Tamanho do texto

SÃO PAULO - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) tem um pregão instável nesta sexta-feira. Depois de subir mais de 1 ponto percentual, motivada pelos ganhos das ações da Petrobras, a bolsa voltou a operar em terreno negativo. Por volta das 14h40, o Ibovespa declinava 0,41%, atingindo os 40.285 pontos.

Em Wall Street, as bolsas também oscilam. Há pouco o Dow Jones tinha queda de 1,24%, e o Nasdaq recuava 1,94%. A debilidade do setor financeiro e o discurso do presidente do Federal Reserve (Fed), Ben Bernanke, sobre a crise dividem as atenções dos agentes.  

Em foco, segue a questão dos bônus da seguradora AIG. Ontem, em entrevista à rede CNN, o secretário do Tesouro americano, Timothy Geithner, disse que seu departamento foi responsável por uma provisão no pacote de estímulo que permitiu à AIG dar bônus.

Na última quinta-feira, o Ibovespa descolou das quedas observadas em Nova York. Com destaque para Petrobras e Vale o Ibovespa subiu 0,78%, encerrando aos 40.453 pontos. O giro financeiro somou R$ 4,73 bilhões.

Dólar

O dólar abriu os negócios na manhã desta sexta-feira com desvalorização, mas reverteu o movimento e apresenta alta. Por volta das 14h40, a moeda americana estava cotada a R$ 2,258, em alta de 0,40%.

O movimento é contrário a tendência da última quinta-feira, quando o dólar fechou em queda de 0,08%, cotado a R$ 2,247 na compra e R$ 2,249 na venda.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.