Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Em dia volátil, Bovespa trabalha sem direção e segue bolsas dos EUA

A Bovespa está alternando altas e baixas hoje, ao sabor do movimento das bolsas internacionais, que oscilam conforme o noticiário sobre a crise no mercado de crédito. Na máxima até o momento, o Ibovespa subiu 2,53%, aos 43.

Agência Estado |

167 mil pontos, e mínima caiu 2,06%, registrando 41.233 pontos. Há pouco, a baixa era de 1,04%, para 41.665 pontos."A Bolsa está literalmente seguindo a matriz", afirmou um operador, referindo-se ao mercado acionário norte-americano. Há pouco, o Dow Jones subia 0,05%, o Nasdaq perdia 0,35% e o S&P 500, -0,05%.

A interpretação é a de que enquanto o foco do noticiário estiver no sistema financeiro europeu e norte-americano, o medo de que mais bancos sucumbam à crise financeira continuará assombrando os investidores e a volatilidade estará sempre presente. "Todo anúncio de socorro por parte dos BCs acaba lançando novas incertezas, o que também explica a forte volatilidade nas bolsas", comentou um gestor.

Esse sobe-e-desce da Bovespa hoje reflete ainda um mercado de giro muito curto. Os investidores estão operando no curtíssimo prazo, não dá para apostar para frente, dizem os operadores. "O mercado está extremamente imediatista. Deu um pouquinho de margem, já realiza lucro logo. Não dá para esperar", disse outro operador.

Depois do tombo de ontem, alguns papéis ensaiam recuperação, entre eles os das blue chips Vale e Petrobras, acompanhando a recuperação ensaiada pelas commodities. Vale PNA subia 0,82% e Vale ON, +1,39%. Na Comex eletrônica, o contrato de cobre para dezembro ganhava 2,09%. Petrobras registrava baixa, depois de ter subido mais de 1%. Há pouco, a PN recuava 0,73% e a ON, -1,27%. Na Nymex, o barril de petróleo com entrega para novembro subia 3,07%, para US$ 90,51.

Por enquanto, apontam operadores, as medidas anunciadas ontem pelo Banco Central, com o objetivo de garantir liquidez aos bancos de pequeno e médio porte, ainda não tiveram grande impacto no que tange ao desempenho em Bolsa. Há pouco, Banco Pine PN caía 5,81% com 79 negócios, Banco Panamericano PN cedia 4,34% com 27 negócios, Cruzeiro do Sul PN subia 2,63% com 12 negócios, Daycoval PN operava com alta de 0,64% com 112 negócios e BicBanco PN recuava 2,18% com 29 negócios.

Na lista de maiores altas do Ibovespa, destaque para os papéis ON de BM&FBovespa, com ganho de 5,35%. Dentre as maiores baixas, as ações da Rossi, que ontem lideraram as perdas no índice, apareciam novamente hoje com baixa de 8,38%.

Fora do índice, Agra ON subia 21,50%, recuperando uma fração das perdas de ontem, que vieram na esteira do anúncio de que a companhia e a Cyrela desistiram dos planos de integração operacional. Localiza ON também se destacava entre as maiores altas da Bovespa, em dia de divulgação de balanço, com ganho de 18,64%.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG