Tamanho do texto

SÃO PAULO (Reuters) - A Eletrobras firmou um acordo de cooperação técnica com a Eletricidade de Moçambique (EDM) para estudo de viabilidade de uma linha de transmissão de alta tensão no país africano. O projeto tem custo estimado em 2,8 bilhões de dólares.

Segundo a Eletrobras, o projeto da EDM envolve a instalação da Linha Centro-Sul (Cesul), com 1.400 quilômetros de extensão, interligando a região de Tete, na parte central de Moçambique, a Maputo, capital do país, na região sul.

SÃO PAULO (Reuters) - A Eletrobras firmou um acordo de cooperação técnica com a Eletricidade de Moçambique (EDM) para estudo de viabilidade de uma linha de transmissão de alta tensão no país africano. O projeto tem custo estimado em 2,8 bilhões de dólares.

Segundo a Eletrobras, o projeto da EDM envolve a instalação da Linha Centro-Sul (Cesul), com 1.400 quilômetros de extensão, interligando a região de Tete, na parte central de Moçambique, a Maputo, capital do país, na região sul.

O estudo do projeto da Cesul envolve implementação de duas linhas de corrente contínua, em 800kV, e uma em corrente alternada, em 400kV. Além da distribuição em território moçambicano, a expectativa é que a energia possa ser exportada para a África do Sul, afirma a Eletrobras.

A previsão é que o estudo seja finalizado até o primeiro trimestre de 2011.

(Por Rodolfo Barbosa)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.