Tamanho do texto

A fabricante de eletrodoméstico Electrolux anunciou ontem a demissão de 3 mil pessoas neste ano e no próximo. Segundo a empresa sueca, a medida foi motivada pelo enfraquecimento da demanda global de consumo.

No Brasil, onde opera com fábricas em Curitiba, São Carlos (SP) e Manaus, a Electrolux informou, em nota, que a redução da demanda "não tem se mostrado relevante". Porém, não descartou demissões, pois os cortes estão previstos para "ocorrer em unidades da empresa no mundo todo".

Segundo Paulo Bastos, presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria Eletroeletrônica de Curitiba e Região, que representa os 4 mil funcionários da unidade de Curitiba, a empresa informou que não haverá demissões em massa. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.