Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Economista ligada à indústria assume Ministério da Produção argentino

Deborah Giorgi, uma economista de longa trajetória nas esferas pública e privada, especialista em Comércio Internacional e com um marcado perfil industrialista, assumiu nesta quarta-feira o Ministério argentino da Produção.

AFP |

A criação da pasta foi anunciada na terça-feira pela presidente Cristina Kirchner, dentro de um pacote anticrise que incluiu um projeto de lei para a repatriação de capitais e um megaplano de obras públicas de 21 bilhões de dólares.

Para ocupar o cargo, Giorgi, de 51 anos, teve de renunciar ao Ministério da Produção de Buenos Aires, a província mais povoada e motor econômico desse país.

A economista entrou na administração pública durante a presidência de Fernando de la Rúa (socialdemocrata, 1999/2001), ocupando o cargo de secretária da Indústria, Comércio e Mineração e, depois, o de responsável pela Energia.

O novíssimo Ministério da Produção, cujo objetivo central será a promoção do comércio, englobará as áreas de Agricultura, Indústria, Turismo e a Agência Nacional de Promoção de Investimentos.

A escolha de Giorgi foi muito bem-vista, com elogios quase unânimes do empresariado, especialmente do setor industrial. No ato de posse, na Casa Rosada, estiveram presentes dirigentes do setor agropecuário, às turras com o governo pelos impostos sobre as exportações de grãos.

A liderança agrária não entrava na Casa de Governo desde o início do prolongado conflito ocorrido há alguns meses, em função do aumento de impostos para o setor.

jos/tt/LR

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG