Tóquio, 13 ago (EFE).- A economia japonesa se contraiu em 2,4% em termos reais entre abril e junho, a primeira redução em quatro trimestres, segundo informou hoje o Governo.

No segundo trimestre de 2008, o Produto Interno Bruto (PIB) caiu 0,6% com relação ao registrado entre janeiro a março, uma queda que tinha sido prevista pelos especialistas.

Uma enquete realizada pela agência "Kyodo" entre 26 instituições financeiras e centros de pesquisa econômica tinha previsto uma contração de 2,3% em termos reais, e uma queda de 0,6% a respeito do trimestre anterior.

Em termos nominais, que não estão ajustados às mudanças nos preços, a economia japonesa se contraiu 0,7% entre abril e junho, com relação ao trimestre anterior.

Entre janeiro e março, a segunda maior economia do mundo cresceu 3,3% em termos anualizados, e 0,8% a respeito do trimestre anterior.

O efeito da crise global nas exportações japonesas, somado a um encarecimento do iene, à inflação e à queda do consumo, influenciaram a queda do PIB japonês.

No entanto, um dos aspectos que mais influenciaram foi a crise dos últimos meses no setor imobiliário japonês.

No ano fiscal de 2007, finalizado em 31 de março, o PIB da segunda economia mais importante do mundo aumentou 1,5% em termos reais, no sexto ano consecutivo de expansão econômica, e 0,6% em termos nominais. EFE fab/gs

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.