O nível de endividamento na Inglaterra é perturbador mas, dada a severidade da crise, mais empréstimos governamentais seriam o menor dos males, disse o diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn. Segundo a BBC, Strauss-Kahn está alertando para o fato de que a situação em 2009 será pior do que o FMI previu se estímulos fiscais não forem implementados.

As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.