SÃO PAULO - A economia brasileira expandiu-se 7,4% em fevereiro, na comparação com igual mês do ano passado, revelou uma pesquisa da Serasa Experian divulgada hoje. Com isso, o crescimento acumulado do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro bimestre é de 7,3%.

SÃO PAULO - A economia brasileira expandiu-se 7,4% em fevereiro, na comparação com igual mês do ano passado, revelou uma pesquisa da Serasa Experian divulgada hoje. Com isso, o crescimento acumulado do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro bimestre é de 7,3%. Os resultados foram motivados pela base fraca de comparação, uma vez que, nos primeiros meses do ano passado, o país sofria as consequências da crise econômica mundial. Também influenciaram os estímulos fiscais à compra de bens duráveis e a política monetária expansionista vigente, a favor do crédito ao consumidor, explicaram os economistas da Serasa. A expansão da atividade econômica em fevereiro foi determinada, sob a ótica da demanda agregada, pelos crescimentos anuais de 24,3% nos investimentos produtivos, de 10,5% no consumo das famílias e de 13,3% nas exportações. Por outro lado, as importações limitaram o avanço do PIB, que subiram 44,1% no mês. Sob a ótica da oferta agregada, a atividade industrial impulsionou o PIB em fevereiro, com expansão de 13,4% contra o mesmo mês de 2009. Por sua vez, o setor de serviços teve ampliação de 4,7% e o agropecuário, de 2,6%, este último revertendo 13 meses consecutivos de taxas anuais negativas. Desta forma, a variação estimada do PIB nos três meses encerrados em fevereiro foi de 2% em relação ao período que engloba setembro, outubro e novembro de 2009. Isso mostra que a economia brasileira vem crescendo num ritmo anualizado de 8,4% neste início de ano. "Esse ritmo deverá ser reduzido a partir do segundo trimestre de 2010, tendo em vista a retirada dos estímulos fiscais à aquisição de veículos, e os efeitos da política de aperto monetário (elevação de juros e compulsórios) a ser conduzida pelo Banco Central, objetivando recolocar a trajetória da inflação corrente às suas metas", conclui a Serasa, em nota. A variação acumulada nos 12 meses encerrados em fevereiro ficou em 1,4%. Vale citar que, desconsiderando os fatores sazonais, o crescimento do PIB no segundo mês do ano foi de 0,5%, na comparação com janeiro. (Karin Sato | Valor)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.