Rio de Janeiro, 10 dez (EFE).- A economia brasileira cresceu 1,3% no terceiro trimestre do ano em relação ao segundo, completando seis meses de recuperação após a recessão, informou hoje o Governo.

A alta do terceiro trimestre se uniu ao crescimento de 1,9% registrado entre abril e junho, período no qual o Brasil saiu da recessão técnica do ano passado, causada pela crise econômica mundial.

Entre janeiro e setembro, houve um crescimento negativo de 1,7%.

No registro acumulado dos últimos 12 meses, a economia registra um retrocesso de 1%. Houve queda também no último trimestre de 2008 (-3,6%) e no primeiro deste ano (-1,8%).

O Produto Interno Bruto (PIB) caiu 1,2% entre julho e setembro em comparação ao mesmo período do ano anterior, segundo balanço apresentado pelo IBGE.

No terceiro trimestre, a indústria foi o setor que mostrou melhor comportamento, com recuperação de 2,9%. Os serviços registraram alta de 1,6%, contrastando com a queda do 2,5% do setor agropecuário.

No acumulado do ano, a indústria continua sendo o setor mais afetado pela crise, com uma queda de 8,6%, superando os 5,3% da agricultura. Os serviços tiveram crescimento de 1,9%.

O IBGE destacou o crescimento da geração bruta de capital, que subiu 6,5% no terceiro trimestre, e do consumo das famílias, que avançou 2% no período.

As despesas da administração pública subiram 0,5%, enquanto as exportações aumentaram na mesma taxa (0,5%) e as importações cresceram 1,8% em relação ao trimestre anterior. EFE mp/fm-an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.