Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

EADS fecha segundo trimestre com alta de 46% em seu lucro líquido

SÃO PAULO - A European Aeronautics Defence and Space (EADS), controladora da fabricante de aviões Airbus, fechou o segundo trimestre com lucro líquido de 118 milhões de euros, 46% mais que no mesmo período de 2007. O resultado foi obtido principalmente por conta do desempenho das subsidiárias de helicópteros (Eurocopter), espaço (Astrium) e defesa e segurança da companhia.

Valor Online |

Entre abril e junho, a EADS registrou faturamento de 9,88 bilhões de euros, 5% mais que em igual período do ano passado. O lucro operacional (antes de impostos e juros - EBIT, na sigla em inglês) nesse intervalo, porém, cresceu 44%, chegando a 389 milhões de euros ao fim do mês passado.

Segundo a EADS, a Airbus - subsidiária que corresponde a quase dois terços de suas receitas - fechou o segundo trimestre com alta de 5% em seu faturamento, que foi a 6,52 bilhões de euros. O EBIT dessa divisão, porém, recuou 5% ante o ano anterior, caindo para 84 milhões de euros. O motivo dessa baixa, afirma a EADS, foram prejuízos causados pelo atraso no programa do superjumbo A380, que superaram os gastos relacionados ao lançamento do A350 XWB em igual intervalo do ano passado.

Ainda assim, a EADS comemorou o sucesso de vendas da Airbus durante o Airshow de Farnborough (Inglaterra), no qual acumulou pedidos de mais de US$ 40 bilhões. No mercado comercial, nosso excelente portfólio de produtos eficientes atende a verdadeira demanda dos clientes, afirmou o executivo-chefe da EADS, Louis Gallois.

No trimestre, a divisão mais bem sucedida da companhia foi a Eurocopter, que elevou seu EBIT em 3250%, para 67 milhões de euros. Esse resultado foi obtido, porém, por conta de uma provisão feita no segundo trimestre de 2007 para enfrentar problemas relacionados a atrasos no programa de seu novo helicóptero, o NH90. Entre abril e junho, a subsidiária registrou alta de 9% em sua receita, para 1,06 bilhão de euros.

Na Astrium, o faturamento aumentou 20%, para 950 milhões de euros, o que levou a uma expansão de 49% no EBIT da divisão, para 55 milhões de euros. Já a divisão de defesa da EADS viu crescer em 2% suas receitas (para 1,17 bilhão de euros), e em 35% seu lucro operacional, que atingiu a marca de 101 milhões de euros.

A EADS, com base nos resultados que considerou positivos, manteve a expectativa de obter um lucro operacional antes de juros e impostos neste ano de 1,8 bilhão de euros. A empresa também anunciou uma extensão ao plano de recuperação da Airbus, o Power8, que deverá gerar economias de mais 1 bilhão de euros além de 2010.

(José Sergio Osse | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG