Tamanho do texto

SÃO PAULO - A European Aeronautics Space and Defence (EADS), controladora da Airbus, anunciou novo atraso em um de seus programas. Desta vez, o problema ocorreu no projeto do avião cargueiro militar A400M, que está sendo desenvolvido pela Airbus.

Segundo a empresa, o primeiro vôo da aeronave, que estava marcado para ocorrer no final deste ano, será adiado por falta da do sistema de propulsão, que ainda não foi concluído.

O primeiro vôo de teste, no momento, depende de avaliações feita em terra, que devem começar nas próximas semanas. Além disso, também depende da conclusão do sistema de propulsão da aeronave.

Em comunicado, a empresa afirma que apenas depois desses testes e de negociações com clientes é que será possível avaliar as implicações financeiras, técnicas e de cronograma. Para o momento, portanto, as metas financeiras e de desempenho da empresa não serão modificadas.

O avião, que já foi adquirido por alguns governos europeus, é mais um programa da Airbus que sofre com atrasos. Os casos mais recentes, do superjumbo A380 e do avião médio de longo curso A350XWB, ainda afetam o desempenho econômico da companhia, que passa por um processo de reestruturação iniciado em 2007.

(José Sergio Osse | Valor Online)