SÃO PAULO - A gigante desenvolvedora de softwares de jogos eletrônicos Electronic Arts (EA) anunciou ontem ter desistido da compra da rival Take Two, que tentava adquirir desde o início do ano. A empresa fez várias ofertas pela Take Two, que rejeitou todas.

Segundo o executivo-chefe da EA, John Riccitiello, a empresa está no caminho para fechar o ano com recordes de faturamento, com base em lançamentos muito esperados como o do jogo Spore.

Em resposta, a Take Two afirmou que seus resultados continuaram a se fortalecer desde o momento em que recebeu a oferta da EA.

De acordo com o presidente do conselho da Take Two, Strauss Zelnick, a empresa continua comprometida em discutir possíveis alianças estratégicas com outras companhias. Ainda assim, ele afirma estar confiante na capacidade de gerar resultados da empresa, o que foi construído com o bom desempenho dos últimos 18 meses.

Originalmente, a proposta da EA oferecia US$ 26 por ação da Take Two, avaliando a empresa em US$ 2 bilhões, com prêmio - à época - de 64% em relação ao valor de face dos papéis da concorrente. Desde o lançamento da oferta, o prazo limite para adesão dos acionistas da Take Two foi atrasado em cinco ocasiões. Em nenhum momento houve alteração nos valores oferecidos.

"(José Sergio Osse | Valor Online)"

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.