O presidente da Comissão Européia, José Manuel Durão Barroso, e o primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, pediram aos Estados Unidos uma maior cooperação internacional para vigiar o sistema financeiro após a crise, nesta quarta-feira, em Bruxelas.

Brown pediu inclusive uma "reconstrução" necessária do Fundo Monetário Internacional (FMI) para "adaptá-lo ao mundo moderno".

"A Europa lidera a resposta mundial diante da crise financeira com os planos de ajuda em massa aos bancos anunciados esta semana e devemos continuar fazendo isso para tirar as conclusões do ocorrido", declarou Durão Barroso à imprensa, após se reunir com Brown antes da cúpula européia de Bruxelas.

"Uma prioridade urgente é reforçar a coordenação internacional e, em particular, com os Estados Unidos", acrescentou Durão Barroso, que prevê falar sábado com o presidente americano, George W. Bush, em Camp David, junto com o chefe de Estado francês, Nicolas Sarkozy.

Por sua vez, Brown ressaltou a responsabilidade dos Estados Unidos na crise.

"Acredito que a primeira fase foi a estabilização do sistema financeiro. Agora devemos passar à segunda fase: garantirmos que os problemas nos sistemas financeiros, problemas que sabemos que começaram nos Estados Unidos, não voltem a ocorrer", disse.

Para o líder britânico, é necessário criar uma instância de supervisão mundial dos mercados, ao invés do controle nacional que perdura apesar da globalização financeira, e o FMI pode ter um papel a desempenhar nessa área.

"A reconstrução da arquitetura financeira internacional pede exatamente a mesma visão que aquela que demonstramos nos anos 1940 quando criamos o FMI, o Banco Mundial (Bird) e a ONU", indicou.

Brown é o ideólogo do plano de resgate bancário que os 15 países da zona euro adotaram domingo em Paris para frear a crise financeira e que está centrado em dois pilares: garantia dos empréstimos interbancários e o apoio às entidades para evitar sua quebra, recorrendo a recapitalizações ou nacionalizações parciais.

ylf/lm/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.