Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

DreamWorks troca AMD por Intel como fornecedora de processadores de alta performance

SÃO PAULO - O estúdio de animação DreamWorks anunciou que vai substituir a AMD pela Intel como fornecedora de processadores para produção de filmes de animação. Segundo a companhia, isso faz parte de sua estratégia de produzir apenas filmes em 3D a partir do ano que vem.

Valor Online |

A produtora de filmes como Shrek, Madagascar e O Espanta Tubarões encerra, assim, uma parceria de três anos que mantinha com a arqui-rival da Intel, a Advanced Micro Devices (AMD).

O primeiro filme que será feito utilizando a tecnologia 3D a ser processada por componentes da Intel é o Monsters vs. Aliens, que deve ser lançado em março do ano que vem.

O formato 3D exige o dobro de poder de processamento que a animação tradicional, uma vez que os olhos direito e esquerdo do espectador vêem imagens distintas. Isso, segundo o estúdio, significa que pode levar até 16 horas para processar um único quadro de filme nesse formato.

Nossos artistas, até certo ponto, realmente trabalham no escuro, disse o executivo-chefe da DreamWorks, Jeffrey Katzenberg. Eles fazem as modificações e têm de esperar o dia seguinte para realmente ver o que fizeram, diz, acrescentando que, com os novos processadores, esse trabalho de horas vai agora levar segundos.

Pelo acordo, cerca de mil workstations (computadores mais poderosos que o PC comum) e 1,5 mil servidores vão receber processadores Intel de múltiplos núcleos nos próximos 18 meses. Os equipamentos mais poderosos vão utilizar o processador Nehalem, da Intel, que podem ter até oito núcleos. Já os servidores mais sofisticados serão equipados com chips Larrabee, que têm entre 10 e 100 núcleos. Até agora, a DreamWorks vinha utilizando processadores AMD Opteron de dois núcleos em seus computadores.

Essa aliança une o melhor da performance em computação e da produção de filmes em animação digital para entregar um novo nível de entretenimento em cinemas, disse o presidente e executivo-chefe da Intel, Paul Otellini. O alto nível de inventividade da DreamWorks a posicionou como líder em tecnologia de entretenimento e incorporando a plataforma Intel poderão entregar um conteúdo 3D incrivelmente rico para as grandes telas, elevando o nível da indústria como um todo, acrescentou.

Os valores da negociação não foram divulgados pelas companhias.

(José Sergio Osse | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG