O Rio de Janeiro começa a ganhar mais espaço no foco de negócios de milhares de empresas. Afinal, a cidade abrigará os Jogos Olímpicos, que acontecem pela primeira vez no País, em 2016.

Para estimular esse potencial e gerar oportunidades de receita, a agência de propaganda DPZ criou um braço específico para desenvolver projetos nesse período, batizado de DPZRio10.

"A estratégia foi iniciada ainda no ano passado, logo depois do anúncio da escolha do Rio para sediar a Olimpíada", informa a agência. O escritório da DPZ no Rio, que este ano comemora 40 anos de atividades, avaliou que a movimentação econômica esperada comportaria a criação de uma área dedicada a projetos culturais, esportivos e similares que envolvessem o Rio.

Num primeiro momento, a agência oferece o que pode ser entendido como a sua maior expertise - a criação e produção de peças de comunicação sem custos -, em parceria com órgãos e entidades que busquem a valorização econômica do Rio. Há quatro projetos em andamento: o Memórias Vivas, para restaurar 445 monumentos históricos da cidade; o ArtRIO, que abriga uma feira de arte com o objetivo de inserir a cidade no circuito internacional de eventos do gênero; o Reciclagem, que promove a conscientização ambiental; e o Associação dos Moradores de Ipanema, para a criação de uma linguagem visual para o bairro.

É tradição na DPZ apoiar ações de benemerência que julga relevantes. Em São Paulo, por exemplo, a agência atende os Doutores da Alegria e a Campanha do Agasalho. "Com isso, além do nosso papel de responsabilidade social, temos também o objetivo de captar novos negócios, propiciando estrutura de trabalho capaz de criar eventos e estratégias que aproveitem esse bom momento que o Rio vive", diz Roberto Duailibi, presidente da DPZ.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.