Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dow Jones teve menor nível desde novembro

SÃO PAULO - As bolsas de valores dos Estados Unidos despencaram ontem para perto dos menores níveis desde novembro, à medida que dados ruins sobre a indústria sinalizaram que a recessão está piorando e preocupações sobre bancos europeus derrubaram os mercados globalmente. O índice Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, recuou 3,79%, para 7.

Valor Online |

552 pontos. O índice Standard & Poor´s 500 teve desvalorização de 4,56%, para 789 pontos. O Nasdaq caiu 4,15%, para 1.470 pontos.

As ações do setor financeiro caíram para o patamar mais baixo em 14 anos após a agência de classificação de risco Moody ? s avaliar que os bancos podem ser atingidos pela recessão no Leste Europeu. O índice financeiro S & P perdeu 8%.

" À medida que voltamos a testar as mínimas de novembro, a realidade é que podemos ter mais queda na economia e no mercado " , afirmou Bucky Hellwig, vice-presidente do Morgan Asset Managemente, no Alabama. As ações do JP Morgan recuaram 12,3% e as do Wells Fargo cederam 13,1%.

A derrapada do mercado colocou os índices S & P 500 e Dow Jones no menor nível desde 20 de novembro, quando as ações atingiram as mínimas em 11 anos. No ano, o Dow acumula baixa de 13,9%, o S & P 500, de 12,6% e o Nasdaq, de 6,7%.

As principais bolsas de valores da Europa terminaram o dia em queda, fechando no patamar mais baixo desde 23 de janeiro. Os bancos se desvalorizaram devido a preocupações com novas perdas derivadas da crise global e com o impacto da recessão em países emergentes da Europa.

O índice FTSEurofirst 300, das principais ações europeias, terminou em baixa de 2,5%, a 765 pontos. O indicador perdeu 7,9% neste ano, após ter caído 45% em 2008.

A agência de classificação Moody´s Investors Service informou que a recessão em economias emergentes da Europa seria mais severa do que em qualquer outra parte devido a desequilíbrios maiores, colocando a classificação financeira de bancos locais e ocidentais sob pressão.

O setor bancário foi o que mais pesou sobre o índice. O banco francês Société Générale despencou 10,1%, para o menor nível de fechamento em mais de 10 anos, antes da divulgação de resultados na quarta-feira.

Já o HSBC afundou 7%, após o Morgan Stanley ter mantido classificação " underweight " (abaixo da média do mercado) para as ações do banco e ter informado que está mais pessimista com relação ao cenário de resultados em 2009 e 2010.

Em Londres, o índice Financial Times fechou em baixa de 2,43%, a 4.034 pontos. O DAX, de Frankfurt, recuou 3,44%, para 4.216 pontos. Também caíram as bolsas de Paris (2,94%), Milão (3,36%), Madri (2,87%) e Lisboa (3,2%).

(Valor Econômico, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG