Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dow Jones termina o dia com alta de 6,67% em N. York

Nova York, 13 nov (EFE) - O Dow Jones Industrial, o principal das bolsas de Nova York, fechou com alta de 6,67%, após a mensagem de confiança lançada pelo presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, e sua decidida defesa do livre mercado. Segundo dados do fechamento, o Dow Jones Industrial subiu 552,29 pontos (6,67%), aos 8.835,25 pontos, depois de ter chegado a ser negociado com baixa de 3,8%, e perder a cota dos 8 mil.

EFE |

O mercado Nasdaq teve alta de 97,49 pontos (6,5%), aos 1.596,70, enquanto o seletivo S&P 500 ganhou 58,99 pontos (6,92%), aos 911,29 pontos.

O índice composto NYSE, que reúne as ações cotadas nas bolsas de Nova York, subiu 395,09 pontos (7,43%), aos 5.715,79.

Os investidores começaram a mostrar otimismo após três pregões de quedas em Wall Street, depois de receber uma injeção de confiança pelas mãos de Bush, que afirmou em Nova York que a atual crise econômica e financeira "não é um fracasso do livre mercado", e garantiu que os EUA continuarão liderando a economia mundial.

Wall Street ignorou os dados econômicos negativos e a redução das perspectivas de lucro da Intel e do Wal-Mart, que no início do pregão tinham levado pessimismo aos investidores.

No fim do dia, as ações da Intel subiram 6,6%, até os US$ 14,43, apesar de a maior fabricante mundial de microprocessadores ter reduzido sua previsão de resultados do quarto trimestre.

Os títulos do Wal-Mart, a maior rede no varejo do mundo, tiveram alta de 4,39%, até os US$ 54,93, depois de os resultados trimestrais da empresa superarem as expectativas dos analistas de Wall Street.

O grupo diminuiu suas perspectivas de lucro para o conjunto do ano fiscal 2009 e as situou em entre os US$ 3,42 e US$ 3,46, abaixo dos US$ 3,43 e US$ 3,50 calculados inicialmente.

As obrigações a dez anos desceram no mercado secundário de dívida e sua rentabilidade, que se movimenta em sentido inverso, se situava em 3,87%, contra 3,65% de quarta-feira. EFE bj/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG