Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dow Jones subiu 4,7% ontem com promessa de mais estímulos

SÃO PAULO - Os principais indicadores acionários de Wall Street encerraram o pregão em forte alta. Os investidores se animaram com a fala do presidente do Federal Reserve (Fed), Ben Bernanke, simpática a um eventual pacote pontual de estímulo ao consumo nos Estados Unidos.

Valor Online |

O Dow Jones aumentou 4,7%, aos 9.265,43 pontos. O Nasdaq fechou com elevação de 3,4%, em 1.770,03 pontos. O S & P 500 subiu 4,8%, somando 985,39 pontos.

Em discurso, Bernanke sugeriu que o Congresso americano desenvolva um novo pacote de estímulo fiscal, para ajudar a melhorar o acesso ao crédito por consumidores, compradores de imóveis, empresas e outros tomadores de empréstimos. " Tais iniciativas devem ser eficientes para promover o crescimento econômico e a geração de emprego " , observou.

A perspectiva de apoio a ações do governo para estimular o consumo e o aumento das cotações do petróleo hoje fizeram as ações das petroleiras Exxon Mobil e Chevron fechar em alta de 10,2% e 11,6%, respectivamente, e ser os destaques dentre os 30 componentes do índice Dow Jones.

Todas as 30 ações do indicador fecharam no azul. Outros destaques foram Merck (8,7%), Walt Disney (7,3%) e DuPont (7,1%).

O mercado europeu de ações registrou valorização, tendo rali pela segunda sessão. As ações ligadas ao petróleo e de bancos subiram, com sinais de destravamento de empréstimos interbancários e a possibilidade de um segundo pacote de estímulo nos Estados Unidos.

O índice FTSEurofirst 300 das principais ações européias fechou com valorização de 3,8% para 928 pontos, a máxima do dia. O indicador teve valorização de 4,2% na sexta-feira, mas perdeu mais de 38% até o momento neste ano, com a crise de crédito.

O rali na Europa se estendeu após Wall Street ter levado em consideração a notícia de Bernanke ter dito que outro plano econômico pode ser necessário para reanimar o crescimento lento.

Entre outros bancos europeus, o Royal Bank of Scotland registrou valorização de 23,2%, os papéis do Barclays subiram 7,1% e do HSBC registraram alta de 5,4%. Mas o Société Générale registrou queda de 3% e o BNP Paribas recuou 1,9%. Analistas do Merril Lunch disseram que o Société Générale e outros bancos europeus talvez precisem de mais aumento de capital.

Em Londres, o índice Financial Times fechou em alta de 5,41%, a 4.282 pontos. Em Frankfurt, o DAX subiu 1,12%, para 4.835 pontos. Em Paris, o CAC-40 avançou 3,56%, para 3.448 pontos. Em Milão, o Mibtel encerrou em alta de 2,65%, a 16.969 pontos. Em Madri, valorização de 2,99%, para 9.944 pontos. Em Lisboa, avanço de 2,03%, para 6.824 pontos.

(Valor Econômico, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG