NOVA YORK (Reuters) - As ações norte-americanas encerraram em alta nesta quarta-feira, levando o índice Dow Jones à máxima em 17 meses, após uma leitura benigna da inflação em fevereiro dar suporte à promessa do Federal Reserve de manter o juro básico do país em níveis baixos. O Dow Jones, referência da bolsa de Nova York, avançou 0,45 por cento, para 10.733 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 0,47 por cento, a 2.389 pontos. O Standard & Poors 500 ganhou 0,58 por cento, a 1.166 pontos.

O mercado reagiu positivamente a uma queda no índice de preços ao produtor em fevereiro, amparando ainda mais as taxas de juros próximas de zero que proporcionaram o rali nas ações.

Na terça-feira, o S&P 500 avançou acima do nível de 1.150 pontos, considerado por analistas um ponto crítico de resistência, que, uma vez superado, pode permitir mais altas no mercado.

Porém, o volume de negócios permaneceu reduzido antes do vencimento sobre opções na quinta e sexta-feira, quando quatro tipos diferentes de contratos de opções e futuros expiram, evento conhecido como "vencimento quádruplo".

"Muitos agentes, caso não tenham feito nada hoje, estão em compasso de espera", disse Alan Valdes, diretor de operações com ações da Kabrik Trading, em Nova York.

"O mercado não parece querer fazer muitas apostas", acrescentou.

É o sétimo pregão consecutivo de ganhos para o Dow Jones, período em que o índice acumulou ganho de 1,7 por cento. Essa série positiva é a maior desde a sequência de oito dias de valorização em agosto de 2009, quando o Dow subiu 4,9 por cento.

(Por Chuck Mikolajczak)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.