Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dow Jones sobe com GM; ações de commodities caem

O mercado norte-americano de ações fechou com os principais índices em direções divergentes, o Dow Jones em leve alta e o Nasdaq e o S&P-500 em baixa. As ações do setor de tecnologia e as ligadas a commodities (matérias-primas) caíram, enquanto as dos setores automotivo e financeiro subiram.

Agência Estado |

O dia foi marcado por nova queda dos preços do petróleo e de alguns metais e por sinais de que a Europa pode estar entrando em recessão, o que teve impacto nas ações de mineradoras e outras empresas ligadas a commodities.

David Goerz, da HighMark Capital Management, disse que comparou o gráfico de evolução do índice de commodities CRB neste ano com o do índice de ações Nasdaq no ano 2000, quando a bolha especulativa das ações de tecnologia "furou". "Colocamos os gráficos um sobre o outro e eles combinaram perfeitamente. Não tivemos nem mesmo que mexer na escala. A única coisa que isso nos diz é que estávamos no meio de algum tipo de bolha especulativa, não que ela vá seguir o mesmo padrão de comportamento. É uma indicação de condições semelhantes às de uma bolha: temos o esvaziamento e todo mundo sai comprando no final. Mas esses são investidores de curto prazo. Então, quando temos um movimento de venda, os níveis técnicos são rompidos e as pessoas que seguem isso... bem, elas estão no 'modo venda'. Acho que poderemos cair mais, por mais tempo", disse Goerz.

Ele lembrou que, no "crash" das ações de tecnologia, os investidores aprenderam a não investir em empresas que não tivessem um histórico comprovado de lucros. Desta vez, disse Goerz, os investidores poderão questionar as commodities como uma classe de ativos que dá bons retornos no longo prazo. "Vimos muita gente dizer que taxas de retorno maiores do que as dos bônus podem ser ainda maiores do que as das ações no longo prazo, mas, no longo prazo, as commodities não têm como superar a taxa de inflação; preços de insumos não têm como ser maiores do que os preços de produtos acabados", acrescentou.

Entre os destaques do dia entre as ações das commodities estavam as mineradoras Newmont Mining (-3,36%) e Freeport McMoRan (-3,24%), as da empresa de serviços para o setor de petróleo Schlumberger (-2,00%) e as da indústria de alumínio Alcoa (-2,17%).

No setor automotivo, as ações da General Motors subiram 5,82%, contribuindo para que o Dow Jones fechasse em alta; a empresa anunciou uma queda em suas vendas em agosto que ficou abaixo das previsões do mercado. As ações da Ford, cujas vendas caíram mais do que se previa, subiram 1,33%.

No setor financeiro, as ações da seguradora de bônus Ambac Financial subiram 22,35%, depois de as autoridades reguladoras do Estado de Wisconsin aprovarem a transferência de US$ 850 milhões em bônus municipais da Ambac Assurance para uma nova subsidiária, chamada Connie Lee, o que facilitaria o saneamento da controladora. As ações do Lehman Brothers avançaram 5,02%, em reação a informes de que o Banco de Desenvolvimento da Coréia do Sul teria oferecido US$ 5,3 bilhões por uma participação de 25% no banco de investimentos.

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,14%, em 11.532,88 pontos. O Nasdaq fechou em queda de 0,66%, em 2.333,73 pontos. O S&P-500 recuou 0,20%, para 1.274,98 pontos. O NYSE Composite caiu 0,33%, para 8.269,25 pontos. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG