Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dow Jones sobe 3,28% à espera da eleição do novo presidente dos EUA

Nova York, 4 nov (EFE) - O índice Dow Jones Industrial das Bolsas de Nova York fechou hoje com alta de 305,45 pontos (3,28%), aos 9.625,28 pontos, no dia das eleições para a Presidência dos Estados Unidos e apesar da alta do preço do petróleo.

EFE |

O mercado Nasdaq subiu 53,79 inteiros (3,12%), aos 1.780,12 pontos, enquanto o indicador S&P 500 teve alta de 39,45 pontos (4,08%), aos 1.005,75 pontos.

O índice composto NYSE, que reúne as ações cotadas nas Bolsas de Nova York, subiu 290,11 pontos (4,79%), aos 6.345,09 pontos.

Wall Street fechou com os principais indicadores no azul, à espera de que os eleitores decidam nas urnas quem será o próximo presidente dos Estados Unidos: o democrata Barack Obama ou o republicano John McCain.

Os analistas asseguram que, independentemente de quem vencer o pleito, os investidores confiam em que uma mudança na Casa Branca trará estabilidade aos mercados.

As ações da General Electric (GE), que faz parte do Dow Jones Industrial, subiram 7,62%, aos US$ 20,77, enquanto as do Grupo CIT subiram 36,06%, até US$ 6,15.

Os papéis da MasterCard, a segunda maior companhia de cartões de crédito do mundo, subiram 18,31%, até US$ 170,24, apesar de a firma ter perdido US$ 493,3 milhões entre janeiro e setembro de 2008, comparado com um lucro de US$ 781,6 milhões nos nove primeiros meses de 2007.

A decisão do Banco Central da Austrália de cortar em 0,75 ponto percentual os juros, até 5,25%, injetou otimismo em Wall Street, que confia em que o Banco Central Europeu (BCE) e o Banco Central da Inglaterra sigam esta semana a tendência, ajudando a estabilizar a economia européia.

A publicação de dados econômicos negativos e a forte alta do preço do petróleo não afetaram o pregão em Wall Street.

O Departamento de Comércio americano informou que os pedidos de bens às fábricas dos Estados Unidos diminuíram 2,5% em setembro, após uma redução de 4,3% no mês anterior.

As obrigações a dez anos subiram no mercado secundário de dívida e sua rentabilidade, que se movimenta em sentido inverso, se situava em 3,73%, contra 3,92% de segunda-feira. EFE bj/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG