Os principais índices do mercado de ações dos EUA fecharam em leve alta, com o Dow Jones encerrando a sessão acima dos 11 mil pontos pela primeira vez desde setembro de 2008. Segundo analistas, o avanço tímido foi resultado do otimismo cauteloso dos investidores com a temporada de balanços norte-americana, que teve seu início simbólico após o fechamento do mercado com a divulgação dos resultados trimestrais da Alcoa.

Os principais índices do mercado de ações dos EUA fecharam em leve alta, com o Dow Jones encerrando a sessão acima dos 11 mil pontos pela primeira vez desde setembro de 2008. Segundo analistas, o avanço tímido foi resultado do otimismo cauteloso dos investidores com a temporada de balanços norte-americana, que teve seu início simbólico após o fechamento do mercado com a divulgação dos resultados trimestrais da Alcoa.<p><p>"De empresa em empresa, as coisas aparentemente estão boas e melhorando, mas no nível macroeconômico ainda há muitas preocupações", disse John Apruzzese, sócio e gerente de carteiras de investimento da Evercore Wealth Management. "Ainda há receios com as dívidas do governo, o desemprego, e com as questões do euro e da Grécia, mesmo que estas últimas tenham sido parcialmente resolvidas", acrescentou.<p><p>No domingo, os ministros de Finanças da zona do euro anunciaram detalhes de um plano de assistência financeira para a Grécia e garantiram 30 bilhões de euros para o país no primeiro ano do programa. A iniciativa vem depois que os spreads entre a taxa dos bônus gregos e alemães subiram para novos recordes na semana passada, devido a temores de um calote grego.<p><p>O Dow Jones subiu 8,62 pontos, ou 0,08%, para 11.005,97 pontos - maior nível de fechamento desde 26 de setembro de 2008. Entre os componentes do índice, a Caterpillar teve o melhor desempenho, registrando alta de 2,24% em suas ações. A Alcoa, que também faz parte do Dow Jones, anunciou após o fechamento do mercado um prejuízo líquido de US$ 201 milhões para o primeiro trimestre deste ano, em comparação a um prejuízo de US$ 497 milhões em igual período de 2009. As ações da companhia encerraram o pregão em alta de 1,25%, mas no after market os papéis recuavam 0,41%.<p><p>O índice Nasdaq avançou 3,82 pontos, ou 0,16%, para 2.457,87 pontos - maior fechamento desde 18 de junho de 2008 -, enquanto S&P 500 subiu 2,11 pontos, ou 0,18%, para 1.196,48 pontos.<p><p>"O mercado está muito tênue e cauteloso", disse Roy Williams, executivo-chefe do Prestige Wealth Management Group. "O mercado tinha bastante impulso no final de março, mas agora está tentando encontrar um rumo e esperando para ver o que as empresas apresentarão em seus balanços e o que deve acontecer do ponto de vista dos empregos".<p><p>Ele acrescentou que em janeiro, quando foram divulgados os balanços do quarto trimestre de 2009, houve uma venda generalizada de ações mesmo diante de lucros e resultados maiores do que as previsões de analistas porque o mercado já havia embutido nos preços essas eventuais "surpresas". "Foi um caso de compra no boato e venda no fato", disse Williams, ressaltando que espera uma repetição desta tendência.<p><p>Amanhã, a Intel, maior fabricante mundial de chips em termos de receita, apresentará seu balanço do primeiro trimestre depois do fechamento do mercado. Analistas consultados pela Thomson Reuters preveem que a companhia anunciará um lucro de US$ 0,38 por ação e uma receita de US$ 9,81 bilhões para o período. Em igual trimestre de 2009, a Intel registrou lucro de US$ 0,11 por ação e receita de US$ 7,1 bilhões. As ações da companhia caíram 0,04% nesta segunda-feira. As informações são da Dow Jones.
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.