SÃO PAULO - A questão da Grécia e o ritmo da recuperação econômica internacional merecem atenção nesta jornada em Wall Street. A agência de classificação Fitch rebaixou o rating da Grécia no mesmo dia em que o presidente francês Nicolas Sarkozy e o premiê italiano Silvio Berlusconi manifestaram apoio a Atenas. Do lado econômico, os agentes ficaram sabendo que os estoques no atacado aumentaram 0,6% em fevereiro, ante a expectativa de alguns analistas de uma alta de 0,4%. Minutos atrás, o Dow Jones registrava acréscimo de 0,51%, para 10.982,46 pontos.

SÃO PAULO - A questão da Grécia e o ritmo da recuperação econômica internacional merecem atenção nesta jornada em Wall Street. A agência de classificação Fitch rebaixou o rating da Grécia no mesmo dia em que o presidente francês Nicolas Sarkozy e o premiê italiano Silvio Berlusconi manifestaram apoio a Atenas. Do lado econômico, os agentes ficaram sabendo que os estoques no atacado aumentaram 0,6% em fevereiro, ante a expectativa de alguns analistas de uma alta de 0,4%. Minutos atrás, o Dow Jones registrava acréscimo de 0,51%, para 10.982,46 pontos. O Nasdaq subia 0,35% e estava em 2.445,40 pontos. O S & P 500 somava 1.191,83 pontos, elevação de 0,45%. (Juliana Cardoso | Valor, com agências internacionais)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.