Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dow Jones e Nasdaq mudam de direção e verificam alta

SÃO PAULO - Mais dados econômicos desapontadores e incertezas envolvendo o eventual socorro a montadoras nos Estados Unidos contribuíram para um início de atividades no vermelho em Wall Street. Minutos atrás, contudo, as operações mudaram de direção e registravam avanços.

Valor Online |

O movimento das ações de empresas de energia e cuidados com saúde atrai a atenção.

Entre as informações sob análise, está o índice de preços ao consumidor americano, que cedeu 1% em outubro. Alguns economistas esperavam um recuo de 0,5%. A queda foi a mais expressiva desde 1947. O núcleo do indicador, que exclui alimentos e energia, encolheu 0,1% no mês passado, a primeira queda em mais de 25 anos.

Os investidores seguem de perto a busca de recursos pelas três grandes montadoras dos EUA - General Motors (GM), Ford e Chrysler. Representantes dessas empresas foram defender no Congresso um socorro de US$ 25 bilhões do pacote de US$ 700 bilhões aprovados para o setor financeiro.

Na parte da tarde, será apresentada a ata da última reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) do Federal Reserve (Fed). O documento se refere à reunião realizada em 29 de outubro, quando a autoridade monetária dos EUA definiu um corte de 0,5 ponto na taxa básica de juro, para 1%.

Minutos atrás, o Dow Jones aumentava 0,43%, para 8.461,07 pontos. O S & P 500 subia 0,30%, ficando em 861,70 pontos. O Nasdaq tinha elevação de 0,41%, para 1.489,38 pontos.

(Juliana Cardoso | Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: wall street

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG