amp;P-500 recua 5,21% - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dow Jones cai quase 5% e S amp;P-500 recua 5,21%

O mercado de ações dos EUA acentuou as perdas nesta tarde, refletindo a preocupação dos investidores após uma nova rodada de fracos indicadores: aumento no número de trabalhadores beneficiados pelo seguro-desemprego e declínio nas vendas de grande parte das empresas varejistas nos EUA.

Agência Estado |

"O próximo passo para os mercados é determinar a duração e a profundidade da crise econômica. Os dados não precisam melhorar para provocar um rali, precisam apenas parar de piorar", disse Tony Crescenzi, estrategista de mercado de bônus do Miller Tabak & Co.

Às 16h45 (de Brasília), o índice Dow Jones caía 451,52 pontos, ou 4,94%, para 8.687,75 pontos, após uma queda de mais de 450 pontos na sessão de ontem e com mínima hoje de 8.684,96 pontos. O índice Standard & Poor's 500 perdia 49,60 pontos, ou 5,21%, para 903,17 pontos. O índice Nasdaq Composite recuava 70,52 pontos, ou 4,19%, para 1.611,12 pontos.

O temor sobre o anúncio de um aumento no desemprego nos EUA no relatório sobre postos de trabalho amanhã e a perspectiva de queda na demanda por matérias-primas - entre elas o petróleo - contribuiu para pressionar as ações de empresas do setor de energia. Os papéis da Chevron caíam 5,42% e as da Exxon Mobil recuavam 4,41%.

A General Motors tinha um dos piores desempenhos do índice Dow Jones na sessão, operando em baixa de 10,25% depois de um dos principais executivos da companhia dizer que os próximos 100 dias podem representar o período mais importante da história da companhia e da indústria automotiva.

Entre as varejistas, o Wal-Mart, que mais cedo divulgou aumento nas vendas de lojas abertas há mais de um ano em outubro, tinha alta de 0,11%. A Kroger subia 2,25% e a Kohl's caía 0,24%. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: wall street

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG