Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dow Jones cai 4,42% no pior pregão desde ataques de 11 de Setembro

Nova York, 15 set (EFE) - O índice Dow Jones Industrial das bolsas de Nova York fechou esta segunda-feira com baixa de 504,48 pontos (4,42%), até 10.917,51 pontos, no pior pregão em Wall Street desde a reabertura dos mercados após os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001.

EFE |

As firmas financeiras viveram hoje uma segunda-feira negra após a declaração de falência do Lehman Brothers, a venda do Merrill Lynch ao Bank of America e diante do futuro incerto da seguradora American International Group (AIG).

As ações do Lehman Brothers, o quarto maior banco de investimentos dos Estados Unidos, desceram 94,25%, até US$ 0,21, após declarar falência depois que a entidade não conseguiu encontrar um comprador neste final de semana.

Já os títulos do AIG foram os que mais caíram no Dow Jones Industrial, com baixa de 60,79%, até US$ 4,76.

Os títulos do Bank of America perderam 21,31%, até US$ 26,55, enquanto os do Merrill Lynch subiram 0,06%, até US$ 17,06, depois que o primeiro comprou o banco de investimento por US$ 50 bilhões.

O economista-chefe dos Estados Unidos da firma de análise Global Insight, Brian Bethune, afirmou em uma nota a clientes que "a economia está muito fraca, os lobos da recessão estão derrubando a porta e o sistema financeiro enfrenta ameaças de deflação".

O mercado Nasdaq, onde cota grande parte das companhias tecnológicas e informáticas, perdeu 81,36 pontos (3,6%), até 2.179,91 pontos, após a queda dos títulos da Take-Two (24,3%), Apple (5,76%), Dell (5,51%) e Microsoft (2,9%).

Já o seletivo S&P 500, que mede o rendimento das 500 principais empresas que cotam em Nova York, baixou 47,08 pontos (3,76%), até 1.204,62 pontos, enquanto o índice composto NYSE, que reúne todos os ativos cotados, perdeu 369,91 pontos (4,57%), até 7.721,93 pontos.

A Bolsa de Nova York movimentou hoje 1,876 bilhão de ações, frente aos 2,721 milhões de títulos do Nasdaq.

As obrigações a dez anos subiram no mercado secundário da dívida e ofereciam uma rentabilidade, que se movimenta em sentido inverso, de 3,42%, contra 3,72% de sexta-feira. EFE bj/db

Leia tudo sobre: wall street

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG