Após o Banco Central fazer três leilões de venda de dólares no mercado à vista hoje e de negociar 27 mil contratos de swap cambial equivalentes a uma oferta de US$ 1,3 bilhão, o dólar à vista iniciou a tarde devolvendo os ganhos registrados desde a abertura e passou a cair. Às 15h32, o dólar comercial era negociado a R$ 2,267 no mercado interbancário de câmbio, baixa de 1,95%, na taxa mínima do dia até este horário.

"O mercado está volátil, mas reagiu com queda às atuações do Banco Central refletindo um alívio momentâneo", disse um operador de câmbio de um grande banco nacional.

Uma fonte de uma corretora informou que o volume de negócios somava cerca de US$ 3,92 bilhões.

Os operadores consultados afirmaram ainda que a melhora das Bolsas em Nova York - onde o Dow Jones subia 1,03%, o Nasdaq, +2,46% e o S&P 500, +1,69% - também contribuiu para a redução da alta do dólar e a volatilidade da Bolsa de Valores de São Paulo. Às 15h34, o índice Bovespa operava estável, a 40.140 pontos, após já ter oscilado entre a mínima de -6,33% (37.597 pontos) e a máxima de 0,75% (40.439 pontos). O volume de negócios na Bovespa somava R$ 5,46 bilhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.