Nova York, 8 jul (EFE) - O dólar subiu hoje em Nova York perante o euro, o iene e outras divisas, depois que o presidente do Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos), Ben Bernanke, anunciou que cogita ampliar o plano de empréstimos de emergência para as corretoras que operam em Wall Street.

Após o fechamento dos mercados em Nova York, o euro terminou cotado a US$ 1,5652, frente aos US$ 1,5729 do pregão anterior.

Em relação à moeda japonesa, o dólar era negociado a 107,44 ienes, frente aos 107,16 do pregão anterior, e também subia frente à libra esterlina, ao franco-suíço e ao dólar canadense, entre outras divisas.

A alta aconteceu no mesmo dia em que o principal responsável do banco central americano disse que os empréstimos às corretoras americanas poderiam se prolongar até pelo menos o final do ano.

O Fed aceitou, em março, conceder empréstimos de forma temporária às corretoras de Wall Street para que estas tivessem acesso a dinheiro de forma rápida, com o objetivo de ajudá-las a superar os problemas de créditos que enfrentam.

Bernanke afirmou hoje na Virgínia que o Fed "tem um firme compromisso" com a estabilidade financeira e considera várias opções, incluindo ampliar os empréstimos de emergência para além de setembro, como previsto inicialmente.

As declarações de Bernanke foram feitas depois que o banco central dos EUA afirmou, em junho, que os mercados financeiros ainda enfrentam uma "pressão considerável", mesmo depois que a autoridade monetária iniciou os programas de empréstimos, em março.

A valorização do dólar aconteceu, segundo os analistas, devido ao preço do barril de Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve), de referência nos Estados Unidos, ter caído mais de US$ 5 em um dia, para fechar ligeiramente acima dos US$ 136.

A moeda americana ficou cotada da seguinte forma frente às principais divisas mundiais: DÓLAR FECHAMENTO ABERTURA ------ ------ -------- Euro 1,5652 1,5729 Iene 107,44 107,16 Libra Esterlina 0,5076 0,5060 Franco-suíço 1,0334 1,0263 Dólar Canadense 1,0196 1,0168 EFE mgl/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.