Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dólar sobe na sexta-feira, mas perde 4,5% no acumulado na semana

SÃO PAULO - A moeda norte-americana fechou a sexta-feira em alta ante o real, recuperando parte da perda de mais de 6% acumulada nas três sessões anteriores. O Banco Central voltou a atuar no mercado à vista, mas ainda assim as compras se sustentaram e, ao final do pregão, o dólar comercial era negociado a R$ 2,364 na compra e R$ 2,366 na venda, com valorização de 0,89%.

Valor Online |

Mesmo como ganho de hoje, a divisa acumula perda de 4,55%, na semana. No mês, o dólar ainda registra alta de 2,2%, e, no ano, o ganho soma 33%.

Na roda de "pronto" da Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F), a divisa teve valorização de 1,06%, fechando a R$ 2,365. O giro financeiro somou US$ 176,75 milhões, volume 28% menor que o registrado ontem.

Segundo o operador da Corretora Levycam, Mário Miyabar, o pregão foi mais tranqüilo, com pouca realização de negócios, algo evidenciado pelo baixo giro interbancário, de apenas US$ 1,4 bilhão.

Miyabar lembra que o dólar comercial bateu as máximas do dia, a R$ 2,42, durante a manhã, quando ainda ecoava no mercado a derrota do plano de resgate às montadoras norte-americanas. No decorrer da tarde, a demanda por moeda estrangeira recuou, conforme as notícias indicaram que o Tesouro dos Estados Unidos daria crédito para o setor.

O especialista também aponta que tanto importadores quanto exportadores estão com presença cada vez menor no mercado, já em função dos feriados de final de ano. "Só entra no mercado quem tem urgência para fazer câmbio."
Até o fechamento de 2008, Miyabar acredita que dólar pode recuperar um pouco mais de preço, encerrando negociado na casa dos R$ 2,40 a R$ 2,45.

Completando uma semana de atuação, o BC voltou a ofertar moeda no mercado à vista, mas a julgar pelo giro interbancário o volume colocado não deve ter sido muito grande. As propostas foram tomadas das 15h19 às 15h29 e taxa de corte ficou em R$ 2,357.

(Eduardo Campos | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG