Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dólar sobe frente ao euro e quase não varia diante do iene

Nova York, 17 out (EFE).- O dólar continuou hoje sua valorização diante do euro e quase não variou frente ao iene, em um novo pregão de grande volatilidade na bolsa nova-iorquina e no qual foram divulgados mais dados desfavoráveis relativos ao setor imobiliário nos Estados Unidos.

EFE |

No fechamento do mercado nova-iorquino, o euro foi negociado a US$ 1,3406, frente ao US$ 1,3469 da quinta-feira.

Para adquirir US$ 1, eram necessários hoje 0,7459 euro, comparado ao 0,7424 euro do pregão anterior.

Em relação à moeda japonesa, o dólar foi negociado a 101,45 ienes, comparado aos 101,41 ienes do pregão anterior.

A Bolsa de Nova York viveu hoje outro pregão de grande volatilidade, o que denota o clima de incerteza que predomina em torno da economia e da resolução de uma crise financeira que não afeta só os Estados Unidos.

O índice Dow Jones Industrial fechou hoje com uma queda de 1,41%, o índice Nasdaq perdeu 0,37% e o seletivo S&P 500 desceu 9,62%, após terem ficado em alta em diversos momentos do pregão.

A queda teve a influência de alguns dados relativos ao mercado imobiliário nos EUA, que refletiram uma queda no início da construção de casas em setembro a respeito do mês anterior e maior do que esperavam os economistas.

O Governo americano informou hoje que o início da construção de casas caiu 6,3% esse mês e ficou em um ritmo anual de 817 mil unidades, o menor em 17 anos.

Também caíram mais do que se esperava as permissões tramitadas esse mês para a construção de casas, considerado referência da atividade na construção nos próximos meses.

Outros dados preliminares divulgados hoje pela Universidade de Michigan sugerem uma forte queda da confiança dos consumidores em outubro, o que poderia indicar um maior ajuste das despesas discricionais.

O índice de confiança elaborado por essa entidade ficou este mês em 57,5 pontos, comparado aos 70,3 pontos de setembro, o que é a queda mensal mais brusca registrada até agora.

Outros dados divulgados esta semana refletiram uma forte queda na produção industrial em setembro e também da atividade manufatureira na área da Filadélfia, o que intensifica a percepção de que a economia está se desacelerando ainda mais neste país.

A moeda americana foi negociada assim frente às principais divisas do mundo: MOEDA FECHAMENTO ABERTURA ------ ------ -------- EURO/DÓLAR 1,3406 1,3469 DÓLAR/IENE 101,45 101,41 DÓLAR/LIBRA EST. 0,5779 0,5764 DÓLAR/FRANCO SUÍÇO 1,1373 1,1356 DÓLAR/DÓLAR CANADENSE 1,1869 1,1818 EFE vm/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG