SÃO PAULO - Depois de cair mais de 3,5% no começo dos negócios, a moeda norte-americana muda de direção e volta a ganhar valor ante o real. Por volta das 15h30, o dólar comercial subia 0,76%, para R$ 2,496 na compra e R$ 2,498 na venda.

O preço à vista segue a cotação na moeda no mercado futuro. Há pouco, o dólar com vencimento em janeiro aumentava 2,69%, para R$ 2,512, na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F).

Na sexta-feira, o dólar disparou ante o real em meio a saídas de recursos externos e um movimento, visto por alguns analistas, como enfrentamento dos especuladores contra o Banco Central.

Os investidores estrangeiros e os bancos com posições compradas (apontas contra o real) forçam o preço do dólar para cima buscando forçar a oferta de liquidez pelo BC. Dessa forma, a autoridade monetária atua na ponta vendedora permitindo a manutenção e giro das posições. Na sexta-feira, depois que a taxa à vista passou de R$ 2,62, o BC cedeu e ofertou moeda tanto no mercado à vista quanto via leilões de swap.

Além disso, a NGO Corretora também acredita que os agentes estão forçando a taxa de câmbio para impedir uma redução na taxa básica de juros, pois esses mesmos investidores têm posições no mercado de juros futuros.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.