SÃO PAULO - A tentativa de alta no começo do pregão não se sustentou e o dólar comercial passa a operar em baixa contra o real. Segundo o gerente da mesa de câmbio da Advanced Corretora, Reginaldo Siaca, é perceptível algum fluxo de compra com direção à Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), que reduziu o ritmo de baixa.

SÃO PAULO - A tentativa de alta no começo do pregão não se sustentou e o dólar comercial passa a operar em baixa contra o real. Segundo o gerente da mesa de câmbio da Advanced Corretora, Reginaldo Siaca, é perceptível algum fluxo de compra com direção à Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), que reduziu o ritmo de baixa. Por volta das 11h40, o dólar comercial recuava 0,11%, a R$ 1,758 na compra e R$ 1,760 na venda. No mercado futuro, o dólar com vencimento para maio, negociado na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F), marcava estabilidade a R$ 1,762. Pelo campo externo, o humor dos agentes melhorou um pouco após a divulgação de resultados do Citigroup, que apresentou lucro de US$ 4,428 bilhões para o primeiro trimestre, revertendo prejuízo de US$ 966 milhões. De volta ao mercado local, Siaca nota que os agentes trabalham de olho nas atuações do Banco Central (BC), que acenou que pode intensificar as compras no mercado à vista. Semana passada, o BC fez dois leilões de compra no mesmo dia, algo que não acontecia desde julho de 2007. (Eduardo Campos | Valor)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.