O dólar recua hoje em relação ao real, pelo segundo dia consecutivo, após quatro sessões seguidas em alta. Além de um clima um pouco mais tranqüilo hoje nos mercados financeiros, contribuem para a queda do dólar os leilões da moeda americana realizados pelo Banco Central.

Às 13h28, quando encerrou a primeira parte dos negócios do dia, o dólar comercial recuava 3,46%, cotado a R$ 2,201. Ontem, a moeda cedeu 1,38%. A alta acumulada no mês, porém, ainda é 15,72% - o dólar comercial encerrou setembro valendo R$ 1,902.

O Banco Central realizou nesta tarde leilão de swap cambial tradicional, em que vendeu 18.650 contratos, no total de US$ 911 milhões. Neste tipo de operação, a autoridade monetária tem posição vendedora em câmbio e compradora em taxa de juros, o que injeta recursos no mercado, colaborando para a depreciação do dólar. Com a operação de hoje, o BC realiza leilões de venda de swap cambial pelo quarto dia consecutivo nesta semana.

De acordo com o BC, foram vendidos 3,1 mil contratos para 1/12/2008, com taxa nominal de 11,89% e linear de 11,42%. A cotação mínima ficou em 98,3772. Para esse lote, a oferta inicial era de 7.150 contratos. No lote a vencer em 2/01/2009, foram colocados 15.550 contratos, com taxa nominal de 11,22% e linear de 10,791%. A cotação mínima ficou em 97,5440. Nesse vencimento, foram ofertados 27.550 swaps.

Além disso, pela manhã o BC realizou venda direta de dólares ao mercado, sem compromisso de recompra. A autoridade monetária vendeu dólar à taxa de corte de R$ 2,171, por volta das 10h35. Ontem, pela primeira vez desde fevereiro de 2003, a autoridade monetária retomou este tipo de operação no mercado cambial, ao realizar três leilões de venda direta da moeda americana.

Nos outros mercados, o clima também segue mais tranqüilo. O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, operava em alta de 1,91% às 13h43, depois de cinco sessões encerradas com forte queda. Em Nova York, o índice Dow Jones cedia 0,98%, mas já operou no terreno positivo hoje.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.