Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dólar registra baixa de 1,07% nesta segunda; Bovespa opera em alta

SÃO PAULO - O dólar encerrou esta segunda-feira em queda frente ao real, seguindo os movimentos dos mercados internacionais de ações e de câmbio. No final dos negócios, a moeda norte-americana ficou em R$ 2,314, desvalorização de 1,07%. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) segue no rumo contrário e registra um ganho de 1,21%.

Redação com agências |

 

"Está pesando muito o mercado internacional", avaliou Mario Battistel, gerente de câmbio da Fair Corretora, mencionando a valorização das bolsas de valores e o movimento global de queda do dólar nesta sessão.

Perto do fechamento do mercado de câmbio, o principal índice de ações da Bovespa subia perto de 1%, assim como as bolsas de valores norte-americanas.

Apesar da melhora do humor dos mercados, operadores afirmaram que os investidores se mantêm em estado de alerta em relação à temporada de divulgação de resultados corporativos e a mais notícias sobre o pacote de estímulo econômico do novo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

Battistel ainda citou o volume de negócios reduzido nesta segunda-feira, mas apontou que as expectativas são de que ele aumente com a proximidade do fim do mês.

Segundo os dados mais recentes atualizados pela BM&F, o volume negociado nesta segunda-feira no mercado à vista era pouco maior que US$ 1 bilhão de dólares, metade da média diária negociada no mês.

Nesta segunda-feira, o Banco Central também vendeu US$ 1,05 bilhão em um leilão de swap cambial tradicional, para a rolagem de um lote de contratos que vence no início de fevereiro.

A autoridade monetária realizou ainda um leilão de venda de dólares no mercado à vista.

Bolsa de Valores

Apoiada na melhora de humor externo, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) segue  em território positivo nesta segunda-feira. Por volta das 16h, o Ibovespa ganhava 1,21%, para 38.594 pontos, com um giro de financeiro em R$ 1,63 bilhão.

Em Wall Street, os dados econômicos preponderam sobre os resultados trimestrais, contribuindo para uma valorização de 1,46% para o Dow Jones e ganho de 2,01% para o Nasdaq.

Os investidores firmaram posição na ponta compradora depois que a Associação dos Corretores de Imóveis apontou alta de 6,5% na venda de moradias usadas em dezembro. O crescimento das vendas é reflexo direto da queda nos preços.

Dentro do Ibovespa, Petrobras PN liderava o volume negociado avançando 1,82%, para R$ 24,02. Vale PNA subia 2,62%, a R$ 27,00, e Vale ON ganhava 3,14%, para R$ 31,20.

Os bancos também oscilam em alta, depois de boas notícias para o setor vindas do mercado europeu. O britânico Barclays anunciou que não precisa de aportes de capital e a seguradora ING recebeu ajuda do governo, que absorveu bilhões em perdas com hipotecas.

Há pouco, o papel PN do Bradesco subia 1,32%, para R$ 21,40, e Itaú PN ganhava 0,98%, para R$ 23,50. Banco do Brasil ON subia 5,03%, para R$ 13,97. Mudança contábil autorizada pelo governo resultará em ganho extraordinário de R$ 2,52 bilhões para o banco estatal.

Ainda na ponta compradora, bom desempenho para o setor de telecom. Brasil Telecom Participações PN subia 5,03%, para R$ 16,07. E Brasil Telecom SA PN avançava 3,97%, para R$ 12,28.

Na ponta vendedora, Usiminas PNA caía 2,01%, a R$ 27,73, e TIM Participações PN recuava 1,81%, a R$ 3,25.

Leia tudo sobre: bolsa e dólar

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG