Tamanho do texto

Nova York, 11 jul (EFE).- O dólar perdeu força hoje em Nova York perante o euro pelo terceiro pregão consecutivo, assim como em relação ao iene, em um dia em que o índice Dow Jones Industrial ficou por alguns momentos abaixo dos 11 mil pontos devido aos problemas do setor financeiro.

Depois do fechamento dos mercados em Nova York por um euro se pagava US$ 1,5931, valor superior ao US$ 1,5785 do pregão anterior.

Para comprar um dólar, era necessário 0,6277 euro, valor menor que o 0,6335 euro de ontem.

Em relação à moeda japonesa, o dólar também subiu e era intercambiado a 106,39 ienes, frente aos 107,02 do pregão anterior.

O dólar também caiu hoje em relação a outras grandes divisas como a libra esterlina e o franco-suíço, influenciado pelo temor dos investidores de que Washington tenha que ajudar os gigantes hipotecários Freddie Mac e Fannie Mae.

As duas firmas, que durante o pregão chegaram a registrar quedas de mais de 50%, acabaram com baixas de 3,12% e de 23,48%, respectivamente.

A queda de hoje do dólar coincidiu com uma nova alta do petróleo, que como outras matérias-primas é negociado na moeda americana.

O barril do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) chegou a US$ 147,27 no meio do pregão de hoje.

A moeda americana era intercambiada assim frente às principais divisas mundiais: DÓLAR FECHAMENTO ABERTURA ------ ------ -------- EUR 1,5931 1,5785 IENE 106,39 107,02 LIBRA EST. 0,5031 0,5056 Franco-suíço 1,0156 1,0273 DÓLAR CANAD. 1,0094 1,0094 EFE mgl/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.