Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Dólar opera em queda, seguindo bom humor internacional

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar operava em queda frente ao real nesta segunda-feira, acompanhando a melhora do humor nos mercados externos, após a aprovação na China de um pacote de estímulo econômico de quase 600 bilhões de dólares. Às 11h05, a moeda norte-americana era cotada a 2,124 reais para venda, em queda de 1,71 por cento. Logo no início dos negócios, a moeda chegou a cair mais de 2 por cento.

Reuters |

Vanderlei Arruda, gerente de câmbio da corretora Souza Barros, apontou que a tendência de baixa do dólar nesta sessão seria consolidada por uma abertura positiva das bolsas de valores norte-americanas.

Os índices futuros de Wall Street apontavam para uma abertura no território positivo, na esteira da valorização superior a 2 por cento do principal índice de ações européias. Na Ásia, os mercados também fecharam em alta.

"O pacote da China teve repercussão imediata (nos mercados)", avaliou Vanderlei Arruda.

O governo chinês aprovou no domingo um pacote de estímulo econômico de 586 bilhões de dólares, num momento em que se fazem apelos por medidas que evitem uma recessão econômica global.

No Brasil, durante o encontro do G20, autoridades financeiras mundiais reconheceram a necessidade de ações coordenadas para enfrentar a crise financeira global. O cronograma dessas medidas, porém, deve levar algum tempo ainda para ser definido.

Nesta segunda-feira, o Banco Central oferta cerca de 700 milhões de dólares em mais um leilão de swap cambial tradicional. As propostas serão acolhidas entre 12h45 e 13h e o resultado será divulgado a partir das 13h15.

Em entrevista à Reuters, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, afirmou que o programa de swap cambial da autoridade monetária pode ultrapassar os 50 bilhões de dólares já anunciados. Desde o agravamento da crise financeira, o BC já colocou no mercado mais de 25 bilhões de dólares com esse tipo de operação.

(Reportagem de Jenifer Corrêa)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG