SÃO PAULO - A valorização de quase 10% do real ante o dólar durante o segundo trimestre foi a principal responsável pelo resultado da Braskem no período. Somente entre abril e junho, a empresa contabilizou um ganho de R$ 593 milhões com os efeitos da variação cambial sobre a sua dívida em dólares. Com isso, a empresa alcançou um resultado financeiro positivo de R$ 407 milhões no segundo trimestre, contra uma perda de R$ 59 milhões registrada em igual intervalo do ano passado.

O montante ajudou, e muito, a compensar o desempenho operacional da Braskem, ainda bastante prejudicado pelos altos custos com a nafta petroquímica, principal matéria-prima do setor e que tem os preços atrelados ao barril de petróleo. Segundo o novo presidente da empresa, Bernardo Gradin, as negociações com a Petrobras, fornecedora da nafta, para uma eventual mudança na política de preços devem ser concluídas até o final deste ano.

Em outra mão, o impacto do câmbio sobre as exportações, aliado às paradas de manutenção ocorridas no segundo trimestre, ocasionou uma queda nas receitas da companhia.

Durante o segundo trimestre, a receita líquida da Braskem somou R$ 4,4 bilhões, queda de 11% em relação ao mesmo período do ano passado. Além do câmbio, o recuo é explicado por uma redução de 12% na produção de resinas, que ficou em 624 mil toneladas. A queda é resultante das paradas para manutenção ocorridas nos complexos de Triunfo (RS) e Camaçari (BA).

Devido a essas paradas e à produção menor, o custo dos produtos vendidos pela Braskem recuou 7% em relação ao segundo trimestre de 2007, para R$ 3,8 bilhões. Já as despesas com vendas, gerais e administrativas somaram R$ 298 milhões, uma queda de 9,6% em igual intervalo de comparação.

Posto isso, caiu em 44% a geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de impostos, juros, amortizações e depreciações) da companhia, para R$ 519 milhões. A margem Ebitda, que na prática mede a produtividade operacional da companhia, recuou 6,75 pontos percentuais, para 18,5%.

(Murillo Camarotto Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.